[divulgação] Blood of Valyria

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[divulgação] Blood of Valyria

Mensagem por Dx9 em Qui 7 Jun 2018 - 9:07

blood of valyria rpg

Blood of Valyria RPG

Meus olhos já viram muito mais do que você pode imaginar, vi coisas que me fizeram emocionar, coisas que preferia não ter visto. Assisti cada passo dado por todos nos últimos tempos. Vi a glória e a ruina de muitos homens. Quando Daenerys, a primeira de seu nome, conquistou o Trono de Ferro, ela fez o lema de sua casa valer. Sangue e Fogo. Primeiro, veio a Guerra do Inverno, o Rei da Noite foi um inimigo implacável, levantando os mortos e obrigando a todos a lutar contra aqueles que já repousavam em paz, pessoas que não passavam de lendas, mas que se reergueram ao ouvir o chamado da morte. Uma nova dança dos dragões fora travada quando Drogon e Rhaegal se digladiavam com o que um dia fora Viseryon.  O inverno castigou o Norte ainda mais, mas estendeu-se por uma boa parte do Vale dos Arryn, Terras Fluviais, chegando a Porto Real e levando dias tenebrosos a Fortaleza Vermelha. O Inverno se mostrava muito mais rigoroso do que os Stark haviam dito por eras e eras. Um grande e importante tratado fora feito entre os Lannister, Stark, Targaryen e Tully, foi quando finalmente o ataque dos Outros começou a ser repelido e o Rei da Noite encontrou seu fim, não pela mão de Jon Tagaryen Stark, mas sim pela mão de Arya Stark, minha irmã, que sacrificou a própria vida usando a Cumpridora de Promessas.  

Mas a paz ainda era algo utópico, havia um jogo a ser jogado e não havia espaço para perdedores. Cersei, a Louca, não respeitou os termos do Tratado e ordenou um ataque a Pedra do Dragão, com o intuito de pôr fim a vida de Daenerys Targaryen, mas o jogo virou-se contra ela. Stark, Tully e Arryn se uniram contra os desmandos de Cersei e a guerra então se espalhou por todos os lugares. A então Rainha exauriu cada recurso da Coroa e quando se viu sem saída, tentou explodir Porto Real com fogo-vivo. Vi então mais uma profecia se cumprir e Jaime Lannister matou a irmã e amante, mas a dor pelo que havia acabado de fazer, fez com que o homem sucumbisse a sua loucura e com a mesma espada, tirou a própria vida, morrendo junto da única mulher que amou. Quando a notícia se espalhou, ninguém questionou o direito da Targaryen de subir ao Trono, junto de seus dragões e filhos. Como Rainha, Daenerys forjou uma sólida aliança entre Stark, Targaryen, Tully, Tyrell, Arryn, Baratheon, Martell e Lannister. Bastardos foram legitimados para que pudessem ocupar seus lugares como suseranos, títulos foram restituídos e levou-se anos para que tudo voltasse ao normal.  

A paz vingou por um longo tempo, um cenário surreal até para mim, tendo em vista o passado sangrento de Westeros, mas a verdade irrefutável, era que ninguém desejava se opor a Rainha Dragão e seus filhos-dragões. A cada ano que se passava, Drogon e Rhaegar se tornavam ainda maiores, mais fortes e inteligentes e voavam livremente pelos céus de todo o continente. A àquela altura, sem outras alternativas, a Rainha Targaryen casou-se com outro valiriano, um casamento matrilinear, mas que retornou um Velaryon ao poder, como há muitos anos já não acontecia. A união mostrou que não haveria como contestar o direito da Targaryen, principalmente quando os herdeiros vieram, garantindo que aquela era apenas o começo de sua dinastia. No Norte, após a desistência de Sansa Stark e a minha também por motivos óbvios, Jon assumiu como novo Lorde de Winterfell, casou-se com uma jovem de nascimento na Casa Karstark, acalmando de vez os ânimos no Norte e mostrando-se um suserano justo e leal como qualquer um de nós. Ainda que existisse sangue dos dragões em suas veias, seu coração sempre foi de um lobo e ele sempre agiu como um.  

A Filha da Tormenta cumpriu o que havia prometido, a roda que esmagava homens e mulheres pelo poder foi quebrada, parecia impossível, mas com alianças fortes ela conseguiu o que tanto almejava. Quando seu reinado chegou ao fim e seu filho subiu ao trono, rumores que ele não daria continuidade ao reinado da mãe se espalharam com facilidade, causando uma pequena instabilidade, uma nova revolta surgiu em Dorne com a intenção de separar o território e ter plena soberania. Os Baratheon também se acharam no direito de reivindicar Pedra do Dragão e também o trono de Ferro, apoiando os Dorneses. As demais casas se preparavam para uma nova guerra, quando uma atitude inesperada do Rei fez qualquer suspeita cair por terra. Acredite, até mesmo eu me senti surpreso quando ele deixou as armas de lado e convocou uma reunião com os Protetores e Lordes influentes. Um tratado com redução de impostos, abertura política fora assinado e selado através de dois casamentos que devolveu uma Baratheon a Pedra do Dragão e uma Princesa Dornesa a Solarestival.  

Parecia que finalmente haviam aprendido com suas perdas, que não era apenas através da guerra que se conseguia a paz. Senti que pela primeira vez havia estabilidade em Westeros e vi por décadas seguintes a lealdade dos lordes para com seu rei. Uma paz que perdurou por gerações seguintes, fazendo com que o ódio e a guerra permanecessem em estados latentes. Todavia, a paz cega os homens, a constante calmaria faz com que seus instintos sejam facilmente ludibriados e uma falsa sensação de tranquilidade se torna uma verdade irrefutável. Longe dali, Essos travava guerras e os Dragões Negros ressurgiam, esmagando a Força dos Segundos Filhos e acabando com o Reinado Targaryen. Baía dos Dragões nunca mais seria o mesmo lugar. Um Império esquecido pelos homens se reerguia com sangue valiriano e dragões como nunca havia se visto antes, com seus dragões dourados a Dinastia Chai tomava o controle de tudo que estava a extremo Leste. Enquanto os Sete Reinos permaneciam em sua redoma de paz, no Verdadeiro Norte velhas canções eram cantadas. Mas essas são histórias que contarei em um outro momento. Há muito o que se contar sobre o que você não pode ver e não há nada que eu não possa ver. Veja bem... Eu posso ser sua fonte inesgotável de conhecimento, mas cabe somente a você ter discernimento par ouvir. Agora vamos... Deixe-me mostrar como tudo chegou até o atual momento.  

Aquela redoma começou a se desfazer justamente no Norte, onde os homens possuíam fé e honra inabalável. É fácil imaginar irmãos Lannister brigando pelo poder, até mesmo dois Arryn brigando pelo poder, mas dois Stark? É uma realidade difícil de acreditar, mas foi exatamente o que houve. Quando Sansa Stark, minha irmã fora nomeada senhora soberana de Winterfell ela sabia que não poderia governar, ela não tinha vontade de governar da maneira que o povo do Norte necessitava e ela estava muito mais inclinada a retornar ao Vale e unir-se ao nosso primo. Sansa havia passado muito tempo no Sul e por mais que fosse uma loba, não sabia como ser a Alfa. Jon, porém, havia passado por inúmeras coisas, viu Arya morrer para colocar fim o Rei da Noite e aquilo sensibilizou ele de uma forma que por mais que o sangue do dragão existisse em suas veias ele jamais poderia ser um dragão, havia muito mais do lobo nele. Com todos seus feitos, quem no Norte contestaria seu direito de ser o Senhor de Winterfell? Ninguém. O Norte sempre se lembraria.  

Mas seus netos, talvez por terem crescido longe do passado que assombrou os Stark, não tinham consigo o mesmo companheirismo, não compreendiam que a união da matilha era o essencial. Quando Benjen se afastou de Winterfell, Rickon se achou no direito de se intitular Protetor do Norte, tomando para si o controle da Casa. Muitos vassalos se opuseram, mas diante da ausência de Benejn não puderam questionar. Mas quando o herdeiro legítimo retornou, reivindicando seu lugar de direito, a Rebelião Nortenha estourou, envolvendo não somente a família Stark, mas também casas como Karstark, Umber, Mormont, Glover, Manderly, Tallhart, Reed entre outras. A neve branca foi tingida de vermelho mais uma vez, os Satrks dividiram o Norte e foi necessário a intervenção da Coroa para que o conflito chegasse ao fim. Mas o custo havia sido alto. Benjen e Rickon se mataram em um combate singular, levando ao poder o irmão mais novo Torrhen Stark.  

O novo senhor de Winterfell se mostrou tudo aquilo que seus vassalos desejavam, justo, honrado e temente aos Deuses Antigos. Mas havia um segredo que ele carregava consigo, uma herança do seu fraco sangue de dragão. Seus olhos podiam ver muito mais do que o de qualquer outro homem no Norte, seus sonhos eram vislumbres de um possível futuro e mais uma vez com veemência, um Stark afirmava que o inverno estava chegando. Casou sua única filha com o herdeiro do trono, uma aliança que visava aproximar Norte e Sul mais uma vez, todavia para ele, havia muito mais do que um simples tratado político, era necessário unir gelo e fogo mais uma vez. Tenho que concordar que ele estava certo, Torrhen sabia que o inverno chegaria mais uma vez e alguém assumiria o manto do Rei da Noite, alguém que já tenha vivido o suficiente para saber que o mundo sempre necessitará de Uma Longa Noite antes do Verão Intenso. A paz estava finalmente restituída em Westeros, mas eu me pergunto, até quando? Quando você conseguir aprender tudo o que eu sei, saberá que a paz deve estar no coração humano, mas o maior problema é que ela nunca está.  
THANKS
avatar
Mensagens : 24

Data de inscrição : 26/06/2016

User
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [divulgação] Blood of Valyria

Mensagem por Dx9 em Dom 17 Jun 2018 - 16:22

Blood of Valyria RPG



Cem anos após a Guerra do Inverno, que assolou os Sete Reinos, Daenerys Targaryen ainda que teve que lutar contra Cersei, A Louca, em busca daquilo que mais almejava. Assim a verdadeira herdeira do Trono de Ferro fora coroada a rainha e por longos anos reinou. Westeros fora mergulhado em uma era de paz, antes dos demais lugares do Mundo Conhecido, afinal a Mãe dos Dragões fora a melhor rainha que já estivera à frente do trono.

Para fora dos domínios westerosi, a estabilidade econômica e política em Essos fraquejou, afinal sem Daenerys e seus dragões Para Além do Mar Estreito, a linha de liderança da Baía dos Dragões fora quase extinta, mas o casamento entre a filha mais nova da Quebradora de Correntes, com um herdeiro Blackfyre, levou não só Meereen, como todas as Cidades Livres de volta ao hall dos grandes nomes. Assim, o maior de todos os continentes também entrou na era de paz.

Esta era também poderia ser conhecida como a Era dos Impérios, já que na Península Valiriana, renascia o maior império que o mundo já havia visto. Valíria fora reerguida das cinzas da catástrofe, mais ainda muito menor e escondida do que um dia fora. Já ao sul de Lys, às Ilhas de Verão conheciam a paz pela mão de seu autoproclamado Imperador de Verão. Contudo não foram apenas esses impérios que surgiam ou ressurgiam. Até mesmo os dothrakis se reagruparam em Vaes Dothraki e no grande Deserto Vermelho.

No Mar de Jade, o Império Dourado de Yi Ti floresceu para além-mar, com a Dinastia Topázio, sua Deusa-Imperatriz e seus dragões, no comando do que pode se tornar a maior de todas as canções já cantadas. Por fim, porém não menos importante, Nova Ghis cresce, mesmo que lentamente comparado aos demais impérios, porém este é um grande passo para o renascimento do Império Ghiscari, extinto em torno de cinco mil ano antes.

A Era de Paz dará lugar a uma nova, uma era em que veremos os dragões vermelhos voando a Oeste, os dragões negros a Leste e os Dourados ao Extremo Leste, mas todos ignoram que os dragões prateados de Valíria ainda voam nos céus da nova Cidade Franca. Esteja preparado a Era dos Dragões está vindo, mas esteja preparado, afinal o poder pode lhe consumir.

Venha fazer parte do universo das Crônicas de Gelo e Fogo e Game of Thrones, o Blood of Valyria é um RPG com tramas originais e sistemas únicos e diferenciados. O fórum é baseado não apenas na série de TV, como tem sua maior base-inspiratória dos livros de George R. R. Martin. Contamos com sua presença!

Blood of Valyria RPG
THANKS
avatar
Mensagens : 24

Data de inscrição : 26/06/2016

User
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [divulgação] Blood of Valyria

Mensagem por Dx9 em Sab 7 Jul 2018 - 9:24

Blood of Valyria RPG



O Blood of Valyria está comemorando seu primeiro mês de abertura pública com duas promoções!

A primeira é uma promoção de indicação, onde os players ganham prêmios para cada amigo que trazer para o fórum, os prêmios vão de dinheiro até itens, como armas e venenos.

Já a segunda promoção é para quem deseja ter um cannon e não quer fazer o teste, para isso basta ir até tópico da promoção e fazer a solicitação, depois é só postar com o cannon em até 7 dias corridos. Vale lembrar que a esta promoção também serve para as contas que estão na adoção!

Corre que as promoções são por tempo limitado!

Blood of Valyria RPG
THANKS
avatar
Mensagens : 24

Data de inscrição : 26/06/2016

User
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [divulgação] Blood of Valyria

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum